Cassinos de Las Vegas relegam seus trabalhadores ao abandono

Cassinos Las Vegas

Noticias recentes deram conta de sérias denúncias sobre o comportamento dos cassinos de Las Vegas e seus donos contra os trabalhadores da Indústria dos jogos.

COMO TODOS SABEM LAS VEGAS VIROU UMA CIDADE VAZIA DEPOIS DA PARALISAÇÃO DOS CASSINOS DETERMINADA PELO GOVERNO LOCAL

O mesmo decretou o fechamento de todos negócios não essenciais no começo da crise do Corona virus nos Estados Unidos e isso incluiu os famosos Cassinos de Vegas. A antes iluminada e viva Las Vegas agora é uma verdadeira cidade fantasma.

Este movimento causou um desemprego maciço já que milhares de trabalhadores que estavam empregados nas dezenas de hotéis e cassinos da cidade acabaram demitidos

Segundo o sindicato do setor a grande maioria dos cassinos demitiriam seus funcionarios com um pagamento para no máximo duas semanas, com exceção do Wynn e o Encore que continuam se esforçando para o sustento dos seus funcionários.

O drama pode ser expressado na fala de Devra Jeffries que é garconete há décadas num conhecido cassino de Las Vegas, segundo ela:

“Temos que alimentar nossas famílias, colocar comida na mesa, as contas se acumulam…Ver como nossa comunidade desmoronou com Las Vegas transformada em cidade fantasma é devastador”.

Os fechamentos dos cassinos foi o golpe final numa industria que já vinha sendo extremamente prejudicada com as campanhas governamentais para que as pessoas ficassem em casa e as proibições das viagens internacionais. Estas medidas já haviam deixado os cassinos a mingua e para piorar no inicio do periodo do ano em que há mais movimento em Vegas e quando todos tem a chance de faturar mais dinheiro.

Mas as coisas podem piorar ainda mais. Sem uma perspectiva de reabertura e normalização do funcionamento os prejuizos serão bilionários. Segundo a associação comercial de apostas dos Estados Unidos, AGA, caso o lockdown permaneça ativo até maio a industria de Vegas( cassinos, bares e restaurantes)deixarão de arrecadas algo em torno de 43.5 bilhoes de dólares.

Para o sindicato Culinary é o momento dos bilionários donos de cassinos em Vegas mostrarem solidariedade e ajudarem a comunidade. Empresa como a MGM e Caesar’s tem condições para tal”. A representante da organização Geoconda Arguello-Kline afirmou:

“Sentimos que agora a indústria de cassinos abandonou seus trabalhadores … é uma situação muito dolorosa” “Todas essas empresas de jogos sabem que são o coração de Las Vegas”

As duas empresas mencionadas na reportagem responderam as acusações de forma diferente. O Caesar’s nao respondeu aos questionamentos.

Já a MGM disse que o fechamento e demissões tem como objetivo “garantir recursos não apenas para reabrir, mas também para operar com sucesso” e a melhor forma de ajudar estes trabalhadores será “o melhor a fazer por seus funcionários a longo prazo é trazê-los de volta ao trabalho a longo prazo”.

A MGM também garante um esforço para que os demitidos encontrem trabalhos temporários em outras empresas. O que neste momento deve ser bastante complicado e promete a criação de um fundo de auxilio emergencial.

Noticias Relevantes:

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.